Educação na América do Sul


Qual é a situação do acesso e da qualidade da educação na América do Sul em relação a outras regiões do mundo?

Segundo o Instituto de Estatística da UNESCO, na América do Sul a taxa média de matrícula das crianças na idade oficial para realizar educação primária são destacáveis 93%. Este valor é maior à média da América Central, do Leste Asiático e da África. Posteriormente, a média regional da taxa de matrícula são razoáveis 86% na educação secundária, mas deficientes 34% na educação terciária ou superior.

Dando uma olhada mais especifica aos países da região, a taxa de matrícula na educação secundária está na faixa dos 67% do Paraguai aos 105% do Brasil, com uma média regional de 86% conforme notado. Esta taxa média é superior aos 78% da América Central, 75% da África do Norte, 73% da Ásia do Leste e 37% da África Subsaariana, mas inferior a taxa média da Europa do Leste, Oriente Médio, América do Norte, Europa Ocidental e Oceania. A região precisa aumentar suas taxas dos 86% para ao menos 95%.

No frente de educação terciária, a taxa de matrícula está entre os 12% da Guiana e os 64% da Argentina, com uma média regional de 34%. Esta taxa é superior à média do resto das regiões em vias de desenvolvimento, com exceção da Europa do Leste (49%), mas inferior às taxas médias de regiões desenvolvidas como Europa Ocidental (60%), América do Norte (72%) e Oceania (76%).

Finalmente, sobre a qualidade da educação superior, a Pesquisa de Opinião Executiva 2007-2008 do Foro Econômico Mundial evidencia que os empresários Sul-Americanos no geral opinam que seus sistemas de educação superior não satisfazem as necessidades de economias competitivas; que a educação em matemáticas e ciências nas escolas dos nossos países está muito aquém dos outros países; e que o acesso a Internet nas escolas é limitado. Já no frente da qualidade das escolas de gestão e negócios, eles percebem uma qualidade intermediária a alta.

Que causa estas deficiências em acesso e qualidade de educação na região? Um dos fatores é o baixo nível de investimento realizado pelos Governos sul-americanos. O Banco Mundial em seu relatório World Development Indicators 2008 ilustra que o gasto médio em educação na região é só 4,2% do PIB (o terceiro mais baixo depois da Europa do Leste, América Central e África Subsaariana), enquanto a maioria dos países em fase avançada de desenvolvimento investe em educação dos 6% aos 8% de seus PIBs. No entanto, as causas são mais complexas do que o investimento e tentaremos explorar outras em próximos posts.

Por enquanto, podemos ir concluindo que para melhorar a educação na região é fundamental aumentar o investimento. Só com um amplo acesso, alta qualidade e alto grau de pertinência de educação, a nossa região poderá avançar na senda do desenvolvimento.

Anuncios


Categorías:Educación, Português, Social Development

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: